Escola Bolshoi celebra 20 anos com dois grandes espetáculos e solistas convidados

Em março de 2020, a Escola do Teatro Bolshoi no Brasil, localizada em Joinville, única filial do famoso Teatro Bolshoi da Rússia, completa 20 anos no país. 

Para celebrar, dois espetáculos, nos dias 14 e 15 de março, às 20h, no Centreventos Cau Hansen, estão sendo preparados. A Escola Bolshoi, ao longo de 20 anos, vem mostrando ao mundo os talentos lapidados  que buscam na instituição a transformação de suas vidas. Prova disso, é que três dos quatro solistas convidados para dançar nos dois espetáculos que marcam o aniversário, são ex-alunos, que atuam em grandes teatros da Rússia. No sábado, 14 de março, a Primeira Bailarina da Ópera de Kazan, Amanda Gomes, sobe ao palco com seu partner e também Primeiro Bailarino, o russo Mikhail Timaev, para dançar o Balé “O Quebra-Nozes”. Já no domingo, 15 de março, os bailarinos do Teatro Bolshoi da Rússia, Bruna Gaglianone e Erick Swolkin, apresentam a Grande Suíte do Balé “Don Quixote”. Mais de 100 alunos, bailarinos da Cia. Jovem e professores da Escola Bolshoi sobem ao palco junto com os solistas convidados para encenar esses dois clássicos universais da dança. Os balés tem remontagem do mestre russo Vladimir Vasiliev, que é Patrono Fundador da Escola Bolshoi.

O fim de semana de celebrações marca também da renovação do contrato com o Teatro Bolshoi de Moscou, com a presença dos diretores do Teatro Bolshoi, Serguei Maksimenko, diretor financeiro e Makhar Vazijev, diretor artístico do balé o lançamento do livro “Uma Escola para a Vida”, organizado pela Escola Bolshoi com apoio da Manuscritos Editora. A comemoração dos 20 anos tem apoio do Ministério da Cidadania.

Espetáculos que marcam os 20 anos

“O Quebra-Nozes”

O Balé “O Quebra-Nozes” teve sua estreia em novembro de 2014 na Escola Bolshoi. Os personagens da história ganham vida e movimento por meio da linguagem do balé clássico e o cenário, com projeção mapeada, completa essa temática fascinante, fazendo com que as imagens entrem em sintonia com a coreografia. O balé resgata em muitas pessoas o espírito sonhador e aventureiro de uma eterna criança, além de fazer uma viagem por vários lugares do mundo. A estreia em 2014 contou com o patrocínio da Petrobras. 

Grande Suíte do Balé Don Quixote

Este balé é a primeira grande obra remontada pela Escola do Teatro Bolshoi no Brasil, e teve sua estreia no ano de 2007.

A narrativa se passa na Espanha, e conta uma linda e engraçada história de amor. Kitri é noiva do insolente e nobre Gamache, com quem seu pai, Lorenzo, a obriga a se casar. Mas o pobre barbeiro Basílio não mede esforços para que isso não aconteça, e juntos, Kitri e Basilio enfrentam uma longa jornada para viverem esse amor.

Com a ajuda de Don Quixote, nobre cavalheiro, e Sancho Panza, seu fiel escudeiro, eles se casam numa grande festa em Barcelona.

Novidades em Cena

Assim como acontece nos grandes teatros do mundo, a Escola Bolshoi resgata uma prática já realizada em outras apresentações, e traz ao palco professores da instituição no papel de protagonistas e que ajudam a narrar a história. Outra novidade é a participação de alguns colaboradores, que já foram alunos da Escola, mas que hoje trabalham na área administrativa, mas nesse evento, em especial, vão relembrar a emoção dos aplausos da plateia. 

Renovação do contrato com o Teatro Bolshoi

Esse é o momento mais aguardado das comemorações. Renovar o contrato com o Teatro Bolshoi é a comprovação de que a Escola Bolshoi vem realizando um trabalho de excelência  e que utiliza a metodologia de forma adequada. No dia 15 de março, data que marca o aniversário da instituição, a Escola recebe dois diretores do Teatro Bolshoi, Serguei Maksimenko, diretor financeiro e Makhar Vazijev, diretor artístico do balé. A vinda dos diretores russos para a renovação do contrato oficializa o reconhecimento ao trabalho realizado pela instituição brasileira e de que está cumprindo com todas as exigências feitas pelo Teatro Bolshoi de Moscou. O texto do contrato ressalta que os dois países estão interessados no incremento do intercâmbio cultural, educacional e esportivo visando o estreitamento das relações entre as instituições. 

Lançamento do Livro

O Livro “Uma Escola para a Vida” é uma narrativa sobre a história da Escola Bolshoi, durante seus 20 anos. Os capítulos são divididos por anos e neles são narrados os principais acontecimentos vividos pela instituição. Organizado pela Escola Bolshoi, pelo núcleo de comunicação, com apoio da Manuscritos Editora. O lançamento do Livro será no dia 14 de março, às 18h, na Escola Bolshoi.

Homenagem 

A Câmara dos Deputados realizará Sessão Solene em celebração aos 20 anos da Escola do Teatro Bolshoi no Brasil, na manhã do dia 18 de março de 2020, em Brasília/DF. O Deputado Federal, Joinvilense, Rodrigo Coelho, foi proponente dessa homenagem.

Venda de ingressos

Os ingressos estão a venda na secretaria da Escola Bolshoi e no site da enjoyticket (www.enjoyticket.com.br), com preços acessíveis a todos os públicos. 

Plateia 1 – R$ 120,00 + taxa /  R$ 60,00 (meia entrada) + taxa

Plateia 2 – R$ 80,00 + taxa / R$ 40,00 (meia entrada)  + taxa

Plateia 3 - R$ 50,00 + taxa / R$ 25,00 (meia entrada) + taxa

Arquibancada – R$ 20,00 + taxa / R$ 10,00 (meia entrada) + taxa

Camarote – R$ 30,00 + taxa / R$ 15,00 (meia entrada) + taxa

A Escola do Teatro Bolshoi no Brasil

A única extensão do Teatro Bolshoi fora da Rússia está instalada na cidade de Joinville, estado de Santa Catarina, desde 15 de março de 2000, estabelecendo uma verdadeira ponte cultural entre o Brasil e a Rússia.

Em 2020 a instituição completa vinte anos, cumprindo o desafio de preservar a tradição e a excelência do ensino do Balé Bolshoi.

Atualmente a Escola Bolshoi educa 240 dos cursos técnicos e básico em dança clássica. A instituição ressalta o seu compromisso social, ao conceder 100% de bolsas de estudo e benefícios para todos os alunos do curso técnico.

Com personalidade jurídica, de direito privado, sem fins lucrativos, a realização de todas as atividades da Escola são possíveis graças aos recursos garantidos pelos chamados “Amigos do Bolshoi”, empresas e pessoas cientes do seu papel na sociedade, que doam produtos, prestam serviços gratuitamente e repassam contribuições financeiras, seja por benefícios fiscais, como a Lei Rouanet ou por recursos próprios. A Caixa é a maior patrocinadora da instituição. 

Empregabilidade

A Escola do Teatro Bolshoi no Brasil disponibiliza para o mercado de trabalho da dança não só bailarinos com formação de qualidade, mas também pessoas conscientes do seu papel na sociedade. 

A Escola já formou 377 bailarinos e 75% atuam na área da dança pelo Brasil e Exterior. A empregabilidade relaciona-se com a realidade de todo e qualquer profissional. Atualmente 115 jovens trabalham no Exterior, 23 estão na Rússia, país sede do Teatro Bolshoi.

Bailarinos Amanda Gomes e Mikhail Timaev, da Ópera de Kazan



Bailarinos Erick Swolkin e Bruna Gaglianone,do Teatro Bolshoi de Moscou